Como funciona um lago ornamental e orgânico - características básicas

A construção de um lago diretamente escavado na terra, necessita de alguns cuidados especiais para que não ocorram problemas de infiltração, desequilíbrio ecossistêmico, mortandade de peixes, boom de algas, entre outros problemas ambientais. A Impermeabilização é o primeiro passo para garantir a estanqueidade do lago e também impedir o contato da água com a terra. Justamente pelo lago possuir um formato orgânico, as geomembranas, por exemplo, são facilmente moldadas ao desenho escolhido para o projeto. Os lagos ornamentais ou orgânicos, em sua grande maioria, não possuem uma renovação de água frequente e com a qualidade necessária para se manter a vida dentro dele. Normalmente só possuem a renovação da água perdida por evaporação. Nos lagos naturais, a renovação da água é constante e, nesse caso, são chamados de sistemas abertos. Por isso, nos lagos ornamentais artificiais, o tratamento dessa água deve ser feito por um sistema de filtragem adequado que seja capaz de manter o equilíbrio nesse micro-habitat cheio de vida ou propício a se criar vida ao longo dos anos.


O sistema de filtragem:

1- Filtro Biológico: O filtro biológico é o item mais importante na filtragem de um lago ornamental ou espelho d´água. Ele tem a função de colonizar as bactérias responsáveis pelo ciclo do nitrogênio, removendo assim, os compostos nitrogenados tóxicos para a vida aquática.

2- Filtro Químico: A filtragem química mais usuais em lagos ornamentais são aquelas feitas pelo carvão ativado e pela zeólita. O carvão ativado é basicamente utilizado para retira o cheiro da água e melhorar a sua transparência. A zeólita tem, em sua principal função, remover a amônia presente na água. Por serem elementos que se saturam com o passar do tempo, a troca deve ser feita periodicamente.

3- Filtro UV: Em lagos ornamentais artificiais, é muito comum que a água fique completamente verde, tomada de microalgas em suspensão. Quando isto ocorre, o aspecto que temos é o de uma "sopa de ervilhas". O filtro UV, utiliza uma lâmpada especial germicida, que consegue eliminar com muita facilidade essas algas, devolvendo ao lago sua água cristalina. Além da função de eliminar o verde da água, o filtro UV ainda consegue eliminar vírus, bactérias, fungos e protozoários.

4- Gerador de Ozônio: O ozônio consegue que a água do lago fique muito cristalina e sem cheiro. Além disso, assim como o filtro UV, é um poderoso bactericida, viricida e fungicida. Existem duas técnicas para a geração de ozônio que são utilizadas no Brasil nos projetos de lagos ornamentais. A primeira é a geração por descarga de corona e a segunda é a geração por lâmpada ultravioleta. Na geração de ozônio por lâmpada ultravioleta existe a formação de uma molécula ainda mais oxidante que o ozônio. Essa molécula é a hidroxila, e sua utilização vem sendo chamada de Processo de Oxidação Avançado.

5- Bomba d´água: O "coração" de um lago ornamental é a bomba de água. É ela que irá fazer com que todos os filtros funcionem de forma contínua 24 horas por dia, 7 dias por semana. Diferente do que acontece um uma piscina, onde o tratamento é basicamente químico e a bomba funciona apenas algumas horas por dia ligada um filtro de areia. Em um lago ornamental a bomba não pode parar nunca. Isso se deve ao fato de existirem bactérias importantes dentro do filtro biológico. Caso a bomba pare, a atividade dessas bactérias ficará comprometida e a água poderá ficar tóxica e sem oxigênio.


Entre em contato conosco, teremos o maior prazer em auxiliar vocês na construção de um lago ornamental ou orgânico na sua propriedade radixecocompany@gmail.com

1 visualização